5.4.07

o corpo avança esfomeado e impudor.
Avançam as dúvidas e os desejos,
e mais as doses recomendáveis de amor,
impulso e improviso.

avança o mundo no ao rubro das sensações indizíveis, mas à volta é tudo no mesmo passo arquitectado e frio.
.

MAS AVANÇA O MUNDO DAS SENSAÇÕES

.

.

.

.

dois corpos unem-se na pele
eriçada um do outro, e à volta
já não importa. são os corpos
a rebole da palavra/sensação,
e ao contrário (na perspectiva
dos do peito!), mas sempre em
direcção a um só comprimento
de onda, inequivocamente mais...

20 comentários:

Diva disse...

Porque é que me custa tanto acreditar que ainda é possível?

Pluma para si

Abssinto disse...

Juntos....importa é ir juntos. O milagre está no encontro.

abraço

Estranha pessoa esta disse...

Cada vez mais raro toda essa cumplicidade..

Cada poro um suspiro..
Ofegante.

expando-te

as velas ardem ate ao fim disse...

A sensação de ser UNO.

Ainda existe?


bjinhos

david santos disse...

Olá!
Que esta semana seja para ti e para a humanidade a melhor de sempre.

passarola disse...

quando dois corpos se unem assim... a pele não eriça... suaviza ;)

A estranha disse...

Muitas vezes as sensações são como o vermelho do vestido num mundo real a preto e branco... É como seguir um farol em noite de tempestade...

UM beijo

sem-comentarios disse...

É uma sensação única quando dois corpos se juntam e já não há nada que nos valha :=)*

mnica ;* disse...

... mais perfeito... para terminar depois em afago e ternura como cabelos que ondulam ao vento a pele acalmará... a respiração repousará e desejamos que não termine a calmaria...

Jinhos ;*

jguerra disse...

sente então, sente como nunca sentiste... sente como se fosse a última vez... entrega-te.
Um abraço

mariazinha disse...

...um só comprimento de onda,
inequivocamente mais... perfeito.(digo eu)

*

M disse...

és sublime...

Ela disse...

(...)A valsa dos corpos
transmite-se pelos lençóis.
Deflagra a carne nas percussões
de pequenas áreas mais salientes.
Teu peito na minha barriga
meu queixo na tua testa.
São sensações tão inocentes
como delinquentes subterfúgios
de uma sexualidade ligeira.
________________
____________
A valsa dos corpos
prossegue majestosa e evasiva
nUM olhAR que em muito revela
ansiedade. Corre-se para fugir
corre-se para agarrar.
TOca e esconde.
Explorar os recantos
da derme. Manejar as mãos alheias
numa centrifugação de dedos
revela-se um passo de dança.
Imobilizar os braços.
Murmurar planos secretos
de conquista do mundo
corporal. Beijar o maxilar.
Contornar o ângulo
e afundar nos cabelos.
Emergir do pescoço,
percorrer as clavículas
e pedir refúgio no peito.
Escutar o ritmo de um
salão dos ventrículos
latejante, palpitante,
AMANTE. Perder todo
o tempo do mundo.

Respirar até que se
expurgue um suspiro.
Levantar voo até ao umbigo.
Raiar dai em todas
as direcções. Tomar de assalto
as ancas, os flancos, as coxas
dedilhar a seu jeito. Morrer
e sepultar-me-T. na ONDA
V.aginal...do meu orgasMo

A valsa dos corpos
prossegue lentamente
e tudo é reticências...

_______________

E vou sair...

Beijo óp.

betty boop disse...

O mundo das sensações, das relações íntimas, leva-nos a desenvolver todo o nosso poder, sensibilidade e profundeza como seres humanos.

Um beijo.

PS: Serás sempre bem-vindo na nossa cidade.

as velas ardem ate ao fim disse...

Bjinho e boa semana

Twlwyth disse...

Agrada-me este avançar das sensações.

.*.Magia.*. disse...

É extinção de ser
E existir de estar...!

União!

as velas ardem ate ao fim disse...

Vá la um novo posr!

bjinhos

Anne Baylor disse...

Muito intenso..

Adoro essa leitura.

Bjs

B. disse...

Tens uma coisa para ti no meu blog.
beijo

A minha foto
........................gra(')f.ico.ismo.onola.......... demasiado colado à palavra para ser uma outra coisa que não isto. utopia de mim, abismos da imagem arrancada e digerida.

O ROSTO À LUPA DE MIM

blog inTemporal

O dia de hoje podia muito bem ter sido um outro. Amanhã vemos isso.
Loading...