25.2.07

.
.
tardo em rebolar as altas paredes que me cercam, e à volta tudo socumbe no meu corpo ridiculamente pequeno.
consta no meu livro de versos uma rua estreita atirada ao rubro dos delírios mútuos, e isso fortalece-me.

e por isso vou estando como findo,
.
e (re)faço-me uma outra vez,
.
e SEMPRE,
.
para o mundo amplo.

A minha foto
........................gra(')f.ico.ismo.onola.......... demasiado colado à palavra para ser uma outra coisa que não isto. utopia de mim, abismos da imagem arrancada e digerida.

O ROSTO À LUPA DE MIM

blog inTemporal

O dia de hoje podia muito bem ter sido um outro. Amanhã vemos isso.
Loading...